sexta-feira, dezembro 19, 2008

Descansar em Deus

Enquanto voltávamos de um fim de semana com nossos pais, minha esposa e eu aprendemos uma grande lição a respeito do que significa descansar em Deus. Na rodoviária de Curitiba, enquanto aguardávamos o ônibus para Florianópolis, havíamos comprado antecipadamente as passagens de volta da capital paranaense para Tatuí, onde moramos. No entanto, no dia da volta, o ônibus de Florianópolis para Curitiba atrasou e perdemos nossa segunda condução por questão de poucos minutos. E com ela, uma parte de nossas economias.

É verdade que, à medida que nos aproximávamos da rodoviária de Curitiba, eu orava a Deus para que chegássemos a tempo e tinha quase certeza de que meu pedido seria atendido (como já acontecera em tantas outras situações). Mesmo assim, era difícil não me deixar envolver pelo sentimento de ansiedade.

A chuva tornava o tráfego ainda mais lento, e parecia que todos os semáforos estavam fechados. Quando faltavam apenas minutos para nosso ônibus com destino a Tatuí partir, elevei meus pensamentos a Deus mais uma vez: “Senhor, ajuda-me a descansar em Ti e aceitar Teus propósitos para nossa vida.” Mas quando chegamos à rodoviária, o ônibus tinha partido havia dois minutos. Quase inconscientemente perguntei: “Por que, Senhor?”

Deixamos nossa bagagem num canto. Abraçados, e nitidamente tristes, ficamos de pé, em frente ao guichê da empresa de ônibus. Naquele momento, sem que percebêssemos, uma senhora idosa, mendiga, aproximou-se. Olhou para minha esposa e perguntou: “Por que você está triste, filha?” Minha esposa explicou nossa situação, e a simpática velhinha lhe deu um abraço, dizendo:

– Não fica triste, não. Olha para mim... Vivo por aí, pedindo ajuda aos outros, mas sei que Deus cuida de mim. O importante é nos apegarmos a Deus, pois não sabemos o que Ele tem para nós lá na frente.

Eu mal podia acreditar. É verdade que havíamos perdido algum dinheiro e chegaríamos bem mais tarde em casa. Mas, afinal de contas, tínhamos uma casa, uma cama confortável, comida e um chuveiro quente nos esperando. E ali estava aquela mulher – que talvez nem tivesse um lar para onde voltar – confortando-nos e nos dando esperança.

Enquanto ouvia a velhinha, alguns textos bíblicos me vieram à mente: “Todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus” (Romanos 8:28); “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nEle e o mais Ele fará” (Salmos 37:5); “O Senhor é o meu Pastor, nada me faltará” (Salmos 23:1); etc. E percebi o quanto precisava aprender sobre esses versos tão bonitos, os quais são fáceis de recitar de cor quando tudo vai bem.

Descansar em Deus não deve ser somente uma bela frase ou mera teoria. Nem tampouco deve ser apenas uma forma de nos consolar nas situações difíceis. Mas deve ser a certeza de que Deus cuida de nós em todos os momentos; de que o futuro não precisa ser temido, pois Deus já está lá.

A escritora Ellen G. White nos assegura que “sob todas as circunstâncias podemos ter firme confiança em Deus, de que Ele nunca nos deixará nem nos abandonará enquanto preservarmos nossa integridade”. (Testimonies for the Church, v. 3, p. 292 e 293). E no livro O Desejado de Todas as Nações, p. 528, ela diz: “A todos quantos estão buscando sentir a mão guiadora de Deus, o momento do maior desânimo é justamente aquele em que mais perto está o divino auxílio. ... De toda tentação e de toda prova, tirá-los-á Ele com mais firme fé e mais rica experiência.”

Agradeço ao Senhor por aquela experiência na rodoviária de Curitiba, e pela velhinha que Ele enviou para nos confortar e ajudar a entender que descansar em Deus é mais do que um simples conceito: é reconhecer que Deus é o Senhor do espaço e do tempo, e dirige nossa vida tendo em vista nosso bem eterno.

Michelson Borges, jornalista, autor do livro A História da Vida (Casa) e mantenedor do blog www.michelsonborges.com.

2 comentários:

Eliana disse...

Boa tarde,

Meu nome é Eliana,e eu sou amiga da Mary,inclusive recebi esse email porque ela me mandou.
Achei super interessante essa matéria.E do testemunho nela representata.
Acho que deveríamos seguir o exemplo,daquela simples senhora,e saber que temos um Deus que cuida de nós em todos os momentos de nossa vida.
Mto lindo isso.

Gisa disse...

Olá Marily!
Os testemunhos, aqui presentes, são de fundamental importância para nossas vidas.
Amei e já indiquei.
Sua prima: Giselle